O que é hiperconvergência e como ela pode melhorar seu negócio?

O que é hiperconvergência e como ela pode melhorar seu negócio?

Sua empresa pretende manter-se competitiva no mercado ou até mesmo expandir seus negócios? Ela já aderiu à hiperconvergência?

Um dos pilares da competitividade de uma empresa está na eficiência de seus processos internos.

Por outro lado, hiperconvergência é a resposta a essa demanda em termos de infraestrutura de TI.

Mas o que é hiperconvergência?

Neste artigo, vamos conhecer mais sobre essa tendência e como ela pode contribuir para o crescimento de sua empresa.

A infraestrutura tradicional de TI

Imagine uma empresa mantendo-se há anos no mercado, expandindo organicamente seus negócios.

Para responder a esse crescimento, a empresa vai, ao longo do tempo, realizando investimentos pontuais em sua infraestrutura de TI.

Assim, a cada necessidade, a empresa busca no mercado o melhor fornecedor e incorpora o novo recurso à sua infraestrutura.

Depois de algum tempo, a empresa tem em mãos um “parque” tecnológico bastante heterogêneo, por diversas razões:

  • Cada aquisição de recurso é feita com um fornecedor diferente;
  • De tempos em tempos, a própria área de TI se reorienta segundo novos conceitos e tendências;
  • A própria evolução dos componentes da infraestrutura se encarrega de colocar lado a lado tecnologias atuais e tecnologias anteriores.

Dessa forma, administrar uma infraestrutura nessas condições torna-se uma tarefa complexa, principalmente porque sua capacidade precisa continuar se expandindo.

Ao mesmo tempo em que depende do suporte de diferentes fornecedores, a empresa precisa integrar recursos nem sempre compatíveis entre si.

Esse cenário heterogêneo é ainda mais acentuado em uma empresa que cresce a partir da aquisição de outras empresas.

Entendendo a hiperconvergência

A hiperconvergência e antes dela, a convergência, surgiram como alternativas à infraestrutura tradicional de TI.

A convergência consiste em centralizar todos os componentes da infraestrutura de TI sob um único sistema para gerenciá-los (o hipervisor).

Os componentes centralizados englobam processamento, armazenamento, rede e a virtualização, com todos os recursos que lhe são próprios.


Do mesmo modo, a hiperconvergência fornece uma integração entre os componentes, porém de forma mais avançada.

Assim, por exemplo:

  • A hiperconvergência lida com armazenamento por software, que permite o uso de discos SSD e conexões mais velozes de internet.
  • Na convergência, os componentes de servidor, computação e rede permanecem separados.
  • Já a infraestrutura hiperconvergente é constituída por nós, em que todos os componentes são integrados.
  • Ao mesmo tempo, a estrutura em nós dá abertura a expansões, bastando adicionar novos nós. Um conjunto de nós forma um cluster.
  • O software hipervisor também é mais avançado em uma infraestrutura hiperconvergente.

Vantagens da hiperconvergência para os negócios

Entre as principais vantagens que a hiperconvergência pode trazer para os negócios, podemos citar:

Automatização de tarefas

Em uma infraestrutura hiperconvergente, tudo é virtualizado, com um sistema de gerenciamento inteligente, que permite a execução automatizada de tarefas.

Redução de custos

O recurso das máquinas virtuais oferece uma utilização mais flexível das licenças de uso de softwares.

Escalabilidade de recursos

A infraestrutura pode ser facilmente expandida, adaptando-se ao crescimento das demandas da empresa.

Segurança dos dados

As soluções de arquitetura hiperconvergente fornecem sistemas de backup e recuperação embutidos.

Mais que isso, a integração aos serviços de backup em nuvem salva informações sigilosas em ambiente blindado, em tempo real.

Gestão simplificada

Ao centralizar os componentes da infraestrutura, a hiperconvergência permite simplificar sua gestão.

Dessa forma, todo o suporte pode ficar a cargo de um gestor generalista, que aciona uma equipe terceirizada quando necessário.

Alta performance

Nesse quesito, a hiperconvergência traz uma grande evolução em relação à conergência, muito em função da aplicação do armazenamento SSD.

A hiperconvergência como tendência

Um estudo do IDC (International Data Corporation) aponta para três grandes desafios a serem vencidos pelas organizações que buscam modernizar-se: eficiência, agilidade e velocidade.

Esses desafios se inserem no conceito de modernização, automação e transformação, que leva uma empresa a sobressair-se em seu segmento.

Atualmente, a infraestrutura hiperconvergente é apontada como uma das cinco tendências principais no esforço em busca da modernização, automação e transformação.

Ainda de acordo com o estudo, as outras quatro tendências são: flash, cloud, scale out e software-defined data center.

Outro aspecto que pesa em favor da hiperconvergência:

  • Enquanto 67% dos investimentos das empresas em TI destinam-se a sustentar a operação, apenas 33% se destinam à inovação.
  • A busca pela maior eficiência da TI tem também o objetivo de reduzir os custos com a operação.
  • Dessa forma, torna-se possível justificar um maior investimento em inovação.

O mercado hiperconvergente

Atualmente a infraestrutura hiperconvergente pode ser fornecida de duas formas distintas às empresas:

  • Através de um appliance (dispositivo de hardware específico com software embarcado) ou,
  • Como um software a ser diretamente instalado no próprio hardware do cliente..

Como diferenciais, os fornecedores procuram oferecer recursos como:


  • Deduplicação de dados (eliminação de dados redundantes);
  • Proteção de dados;
  • Compactação;
  • Snapshots (pontos de retomada);
  • Otimização de redes;
  • Recuperação de backups;
  • Etc.

Entre os principais fornecedores especializados em infraestrutura hiperconvergente no mercado, destacam se a Nutanix, a SimpliVity e a Pivot3.

Algumas grandes empresas também atuam no segmento, como a Cisco, a Dell-EMC e a HP Enterprise.

Estima-se que até 2019 o segmento de sistemas integrados hiperconvergentes movimente cerca de 5 bilhões de dólares.

Em se confirmando, esse valor representaria cerca de 24% do mercado global de sistemas integrados.

A dependência em relação ao fornecedor

Uma das vantagens da hiperconvergência está na facilidade de obter uma solução completa de infraestrutura recorrendo a um único fornecedor.

Por outro lado, alguns vêem como um aspecto negativo o fato de a empresa tornar-se dependente desse único fornecedor.

Porém, entre todos os componentes da solução, apenas o hipervisor e o software de armazenamento costumam ser “exclusivos” do fornecedor.

Assim, os demais componentes acabam sendo os mesmos que uma empresa encontraria caso decidisse ela própria montar sua infraestrutura.

Além disso, existem fornecedores que entregam soluções hiperconvergentes abertas, em que até mesmo o hipervisor e o software de armazenamento são abertos.

Conclusão

Podemos então concluir que hiperconvergência é uma solução que integra, otimiza e simplifica toda a infraestrutura de TI necessária a uma empresa.

Não por acaso, as soluções hiperconvergentes têm se mostrado especialmente úteis para pequenas e médias empresas.

Para as PME’s, o ideal é buscar em data centers terceirizados toda a gama de serviços de TI de que necessitam.

Dessa forma, tais empresas podem concentrar seus esforços e seus recursos no negócio.

Por sua vez, os data centers encontram na hiperconvergência a solução que lhes permite oferecer serviços adequados a empresas de qualquer porte.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *