Servidor de hospedagem: 6 dicas de como escolher o melhor para o seu site

Servidor de hospedagem

Muitas pessoas caem no erro de contratar o servidor de hospedagem para o seu site baseado apenas no preço. O resultado disso, na maioria dos casos, são problemas de disponibilidade, baixa latência, falhas de segurança e um suporte de baixa qualidade, que não ajuda em nada. 

No artigo a seguir, você confere 6 dicas de como escolher a melhor hospedagem para o seu site e evitar que problemas como esses aconteçam. Acompanhe!

1. Verifique o Uptime oferecido pelo servidor de hospedagem

A taxa de Uptime deve ser um dos principais fatores a se analisar antes de contratar um servidor de hospedagem. Ela corresponde ao tempo em que o seu site fica no ar, disponível para os visitantes; e é extremamente importante, pois garante a disponibilidade das suas páginas na Web e, consequentemente, que você consiga tocar o seu negócio.

Além disso, o Uptime também é um dos fatores considerados pelos buscadores como o Google para fazer o ranqueamento. Isto é, para exibir o seu site sempre que alguém buscar por termos relacionados. Se você entende de SEO, sabe a importância disso.

Por isso, antes de escolher o servidor de hospedagem para o seu site, verifique qual a taxa de Uptime oferecida. A maioria das empresas de hospedagem do Brasil oferecem um Uptime acima de 98%. Mas você deve optar sempre por servidores que ofereçam uma taxa acima de 99%.

Assim, você garante que o seu site sempre estará disponível para os visitantes e não tem problemas com o Google. O que é crucial para qualquer negócio na internet!

2. Não deixe de conferir se há limite de tráfego

Muita gente não sabe, mas diversas empresas de hospedagem impõem um limite de tráfego em seus planos. Tráfego, nesse caso, se refere aos dados trocados entre o servidor de hospedagem e os computadores dos visitantes, por exemplo, no carregamento das páginas ou no envio de formulários.

O limite imposto pelas empresas geralmente é mensal. Ou seja, existe uma quantidade de dados que podem ser trocados dentro de um mês e, se ela for ultrapassada, há uma cobrança ou o site deixa de ser exibido para os visitantes.

Em ambos os casos, a consequência para você é prejuízo. Por isso, é recomendável que você opte por empresas ou planos de hospedagem que oferecem tráfego ilimitado, o que é o caso da grande maioria.




Na hora de consultar, procure por “tráfego” ou “taxa de transferência nas letras miúdas. Pois ambos os termos são usados para referir-se ao limite.

3. Veja quais são os recursos de segurança oferecidos

A segurança também é um fator importantíssimo para qualquer site e você deve levá-la em consideração ao escolher o servidor de hospedagem. Assim sendo, verifique quais são os recursos e ferramentas de segurança oferecidos e certifique-se de que eles são suficientes para o seu site.

Um dos principais deles, e que deve estar presente na sua hospedagem, é o backup. Esse recurso garante que todas as suas informações, arquivos, códigos, etc, estarão protegidos e disponíveis sempre, não importa o que aconteça.

Isso é importante pois falhas e quedas na disponibilidade são comuns em qualquer hospedagem. Porém perder praticamente todo o seu trabalho por conta disso é um risco que você não pode correr.

O certificado SSL é outro recurso de segurança muito importante que deve estar presente na hospedagem do seu site. Pois ele garante que todas as informações trocadas entre você e os visitantes estarão seguras sempre.

Esse certificado já se tornou um padrão internacional e o Google até marca como “não seguro” os sites que não possuem. Mas apesar disso, grande parte das empresas de hospedagem cobram por ele e algumas poucas oferecem gratuitamente, principalmente em promoções.

4. Verifique também o espaço de armazenamento disponível

A depender do seu objetivo com o seu site, você pode precisar de muito ou pouco espaço de armazenamento, que é o espaço disponível para você guardar seus arquivos, imagens, textos, códigos, etc…

Em qualquer um dos casos, o recomendado é que você escolha o servidor de hospedagem que melhor se adeque às suas necessidades. Pois, ficar sem espaço para continuar crescendo o seu site é um risco que você não pode correr; mas ficar com muito espaço ocioso também só trará prejuízos.

Assim, se você precisa de muito espaço, certifique-se que o servidor escolhido consegue suprir a demanda. Se precisa de pouco, contrate um plano mais econômico para não gastar dinheiro com algo que você não precisa.

Algumas empresas de hospedagem oferecem espaço de armazenamento ilimitado. Nesse caso, você deve considerar com os outros fatores apresentados aqui antes de escolher.




5. Não deixe de conferir a qualidade do suporte ao cliente

O suporte ao cliente é um fator geralmente ignorado, mas que é extremamente importante. Acredite, passar horas com o seu site fora do ar por problemas técnicos e não conseguir entrar em contato com a empresa é uma experiência que você não quer ter!

Por isso, procure conhecer ao máximo o suporte oferecido pelo servidor de hospedagem antes de escolher. Para isso, faça uma boa pesquisa e consulte a opinião de outros clientes em sites de reclamações como o ReclameAqui. Os dados apresentados lá são um bom indicador da qualidade do suporte da empresa, principalmente a taxa de respostas.

6. Veja qual tipo de hospedagem pode ser melhor para o seu site

Por fim, a nossa última dica não tem exatamente a ver com o servidor de hospedagem, mas sim com o tipo de hospedagem em si. Isso porque existem várias delas, cada uma com suas vantagens e desvantagens que podem se encaixar melhor em determinado tipo de site.

Para os menores, a mais indicada quase sempre é a compartilhada, principalmente por conta do baixo custo. Para os sites maiores, com alta previsão de acessos, a hospedagem dedicada é uma melhor escolha. Pois ela oferece recursos abundantes e exclusivos, embora tenha um custo maior.

Uma alternativa para os sites grandes e também os intermediários é a hospedagem na nuvem, em um Cloud Server. Pois é possível dimensionar exatamente a quantidade de recursos necessária e o custo é proporcional a ela. Em outras palavras, você paga exatamente pelo que usar.

A HostOne oferece tanto a hospedagem dedicada, através do nosso produto Servidor Dedicado, quanto a hospedagem na nuvem, através do Data Center Virtual. Se você quer conhecer melhor essas opções de hospedagem e saber se são viáveis para o seu site, entre em contato com a gente. Teremos prazer em atendê-lo!

E não deixe de assinar a nossa Newsletter para receber os melhores conteúdos diretamente no seu e-mail!

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *