Descubra o que é uma hospedagem cloud e as diferenças para o hosting convencional

hospedagem cloud

O site da sua empresa usa um serviço de hosting convencional? Será que é um bom momento para promover sua migração para um serviço de hospedagem cloud?

Sites tornaram-se essenciais para aproximar empresas e público, estabelecendo uma comunicação de mão dupla que beneficia os dois lados.

Um recurso de tamanha importância precisa de um suporte adequado e é aqui que a hospedagem cloud começa a se justificar como opção para as empresas.

Nesse artigo você vai conhecer um pouco mais sobre a hospedagem cloud e saber quando ela passa a ser mais interessante que o hosting convencional na hospedagem de sites.

Hospedagem cloud: o que é?

Falar em hospedagem cloud é falar em computação na nuvem.

Podemos entender a nuvem como uma rede de servidores espalhados pela internet, porém interligados.

Essa interligação forma uma unidade provedora de serviços com elevada e flexível capacidade de processamento e armazenamento.

Até o surgimento da computação na nuvem, a hospedagem de um site era feita em um servidor físico, que também hospedava os sites de muitos outros clientes.

Com a computação na nuvem, surgiu a possibilidade de hospedar o site de uma empresa na nuvem, que se comporta como um servidor dedicado, isto é, não compartilhado com outros clientes.

Na nuvem, os servidores que a integram estão distribuídos pela rede. Assim, um site não está mais em um servidor físico específico, mas em um cluster que engloba diferentes máquinas conectadas entre si.

O hosting convencional

Na hospedagem convencional, o provedor coloca à disposição das empresas um servidor físico e garante a sua segurança.

Normalmente, as empresas adquirem um plano de hospedagem compartilhada, em que um mesmo servidor hospeda diversos sites, de clientes diferentes.




Em outras palavras, na hospedagem compartilhada, a empresa aloca uma parte da capacidade do servidor e paga por isso, mesmo que não a utilize por completo.

O hosting convencional também pode ser do tipo dedicado. Para isso, basta que a empresa aloque um ou mais servidores exclusivamente para seu uso, sem compartilhamento com outros clientes.

Vantagens da hospedagem cloud

Em relação ao hosting convencional, a hospedagem cloud de sites apresenta as seguintes vantagens:

  • Por contar com a possibilidade de utilizar várias máquinas interligadas, a hospedagem cloud tem muito mais capacidade de absorver aumento de tráfego no site;
    • na hospedagem convencional, a capacidade do servidor físico é o limite, ainda mais sendo ele compartilhado entre diversos clientes;
  • Gerenciar o servidor é uma tarefa bastante simples, feita através do painel de um software;
  • A infraestrutura disponibilizada é para uso dedicado (endereço IP, memória, processador e armazenamento SSD);
  • Em caso de falha em um servidor, o serviço pode ser rapidamente desviado para outro, reduzindo ao mínimo o tempo de indisponibilidade do site;
    • no hosting convencional, uma falha no servidor pode tirar do ar todos os sites nele hospedados;
    • há até mesmo a possibilidade de que a causa da falha no servidor seja a sobrecarga em um dos sites hospedados.

Como escolher um serviço de hospedagem cloud

Para escolher um serviço de hospedagem cloud adequado, a empresa deve avaliar alguns itens, como os listados a seguir.

Qual é o índice de disponibilidade (uptime) do serviço?

Existe uma medição padronizada do nível de disponibilidade e ela deve ser verificada.

Quanto mais esse índice se aproxima de 100%, mais eficiente o serviço é nesse quesito.

Qual é a tecnologia que o provedor usa?

Existe compatibilidade entre a infraestrutura oferecida pelo provedor e as premissas para que o site da empresa rode adequadamente?

Qual é o espaço disponível para armazenamento de dados?

Se as expectativas da empresa pressupõem a necessidade de armazenamento crescente de dados, é essencial confirmar se o provedor dispõe de fato dos recursos necessários para suportar esse crescimento.

O provedor impõe limitações ao tráfego mensal?

Novamente, se a expectativa da empresa é de crescimento do tráfego, é importante assegurar-se de que não seja o provedor um obstáculo a esse objetivo.

O serviço do provedor oferece um bom desempenho?

A velocidade de carregamento das páginas do site é importante para a formação do ranking de páginas relevantes dos buscadores.

É também um critério utilizado pelos próprios internautas para decidir se continuam a navegar pelo site ou não.

O serviço do provedor oferece segurança aos dados?

Pelos sites das empresas normalmente trafegam dados pessoais e bancários de seus clientes.

A garantia de segurança dos dados é um item essencial para que empresa e clientes tenham a tranquilidade de utilizar o site como meio para a realização de negócios.

O provedor deve oferecer à empresa sistemas de redundância de informações e a realização de backups, por exemplo.




Qual é o suporte técnico que o provedor oferece à empresa?

Para eventuais ocorrências, o provedor coloca um serviço de suporte à disposição? Por quais canais ele pode ser contatado?

Como é feita a cobrança?

Normalmente, provedores de serviços em nuvem realizam uma cobrança proporcional ao consumo dos serviços.

Eventualmente, eles podem propor pacotes a preços fixos, ou então, descontos progressivos pelo tempo de contratação.

Cabe à empresa avaliar se as opções de pagamento oferecidas são interessantes.

O provedor oferece um período gratuito para avaliação?

Muitos provedores oferecem a possibilidade de a empresa avaliar o serviço oferecido, através de um período de utilização gratuita.

Mas a hospedagem cloud é sempre a mais indicada?

Tecnicamente, o uso da hospedagem cloud é recomendável, uma vez que ela representa uma evolução em relação ao hosting convencional.

Entretanto, é preciso considerar o fato de que a hospedagem cloud apresenta um custo maior que o da hospedagem convencional.

Assim, para empresas que não tenham urgência em migrar seus sites para hospedagens cloud ou que nao estão em fase de crescimento, permanecer em um hosting convencional pode ser uma boa decisão.

A urgência na migração para a hospedagem cloud estaria ligada principalmente à necessidade de alta disponibilidade do serviço ou à expectativa de rápido crescimento no tráfego ou no volume processado.

Resumindo, o melhor a fazer é avaliar o momento e as perspectivas da empresa para então definir se o hosting convencional ainda é mais do que suficiente ou se é chegada a hora de migrar para a hospedagem cloud.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *