Por que um bom parceiro de estrutura Cloud é o segredo do sucesso das FINTECHS?

Por que um bom parceiro de estrutura Cloud é o segredo do sucesso das FINTECHS?

As fintechs estão entre as grandes novidades surgidas no mundo virtual nesses últimos anos. O sucesso dessas empresas sugere que elas estejam conseguindo oferecer a seus clientes algo além daquilo que os bancos tradicionais oferecem.

Mas qual é o segredo do sucesso das fintechs? Neste artigo vamos entender como a estrutura ‘tech’ (tecnológica) contribui decisivamente para que uma boa solução ‘fin’ (financeira) chegue até o cliente.

O que são fintechs?

Como o próprio nome indica, fintechs resultam da utilização de recursos tecnológicos para a oferta de serviços e produtos financeiros.

Mas os bancos tradicionais também investem em tecnologia, por isso as fintechs precisam fazê-lo de forma inovadora, investindo na experiência proporcionada ao cliente, com agilidade, eficiência, menos burocracia e menor custo.

Dessa forma, usar os serviços de uma fintech para operações do dia a dia, como realizar pagamentos, investir, poupar, contratar empréstimos ou seguros torna-se muito mais interessante.

Quanto à tecnologia necessária, um recurso perfeito para viabilizar a operação de uma fintech nesses moldes é a estrutura da nuvem (cloud), sobre a qual falaremos a seguir.

O que é a nuvem?

A nuvem refere-se a um conjunto de recursos computacionais (processamento de dados, armazenamento, etc) remotos, interligados em rede (internet) e disponíveis para compartilhamento. O acesso a eles se dá através de um provedor

Assim, a nuvem pode oferecer a uma empresa todos os recursos de TI de que ela necessita. São muitas as vantagens oferecidas por uma infraestrutura terceirizada de TI, quando comparadas à opção pela construção e manutenção de uma infraestrutura própria.


Na nuvem, a empresa paga por aquilo que consome. Em consequência, outro ponto positivo dessa estrutura é a facilidade de ampliar ou reduzir o consumo de serviços, de acordo com a demanda.

Mais uma vantagem da nuvem: uma vez que toda a informação esteja armazenada nela, tanto a consulta quanto a atualização de dados torna-se possível de qualquer lugar, bastando para isso um dispositivo com conexão à internet, que pode ser até mesmo um tablet ou um smartphone.

Qual é a importância da nuvem para as fintechs?

No segmento em que atuam, as fintechs concorrem entre si e contra instituições financeiras mais tradicionais, de grande porte, com enorme capacidade de investimento em tecnologia.

Diante desse cenário, uma vantagem que as fintechs têm em relação aos grandes bancos é a sua maior agilidade, tanto em termos estratégicos como operacionais. Isso as torna mais preparadas para identificar e explorar oportunidades.

Pelas suas características, a computação na nuvem oferece a infraestrutura ideal para a atuação das fintechs. De forma prática e direta, ela permite à empresa:

  • Limitar os gastos com TI apenas aos serviços efetivamente consumidos;
  • Ter acesso às mais atualizadas versões dos recursos, sem pagar a mais por isso;
  • Consumir mais ou menos recursos de acordo com os níveis de demanda;
  • Acessar as informações de qualquer parte do mundo;
  • Centralizar logicamente toda a informação;
  • Monitorar sua própria relação com o uso dos recursos de TI;
  • Retomar rapidamente a normalidade após a ocorrência de catástrofes.

Escolhendo a melhor parceria

Sim, a nuvem é uma importante alavanca para a atuação das fintechs, mas no mercado existem NUVENS e nuvens.

Para escolher o melhor fornecedor de soluções na nuvem, é preciso considerar diversos aspectos dessa prestação de serviços, como por exemplo:

  • Aspectos técnicos
    • Há clareza quanto aos serviços que estarão disponíveis na nuvem?
    • Os serviços são tecnicamente adequados às necessidades da empresa?
    • A capacidade de processamento/armazenamento é satisfatória?
    • Existe elasticidade para picos de processamento e para crescimento da demanda?
    • Há garantias quanto à disponibilidade do ambiente?
    • O ambiente é seguro?
    • O processo de backup existe e é confiável?
    • Existem planos de ação contra a possibilidade de perda de dados?
  • Aspectos comerciais
    • Qual é a reputação do fornecedor?
    • O fornecedor tem uma base de clientes?
    • Há quanto tempo ele atua fornecendo esse tipo de serviço?
    • Os servidores estão fisicamente localizados no país?
    • Quais são as condições de pagamento pelos serviços?

Diferenciais

A verificação dos aspectos técnicos e comerciais acima listados contribui para selecionar os fornecedores mais capacitados a atender as necessidades de uma fintech.

Mas é importantíssimo saber se o fornecedor oferece alguns diferenciais em termos de garantias e suporte, para que a empresa possa trabalhar com segurança e tranquilidade.


Por exemplo:

  • Existem fornecedores com preços atraentes, mas que apenas colocam o ambiente da nuvem à disposição, deixando para o cliente toda a responsabilidade pela sua configuração e manutenção. Isso é suficiente para uma fintech começar a operar?
  • Por outro lado, no extremo oposto, alguns fornecedores podem oferecer ambientes com pouca ou nenhuma flexibilidade para adequação às necessidades da fintech.
  • O cliente pode fazer uma experiência de uso dos serviços para só depois decidir-se pela sua contratação?
  • Em casos de lentidão no processamento, erros no sistema ou dificuldades no acesso ao ambiente, haverá um suporte com profissionais atuando para corrigir os problemas?
  • Se o cliente estiver inseguro quanto a um upgrade em seu ambiente, ele tem a possibilidade de avaliá-lo para decidir se o mantém ou não?

Esses são diferenciais que definem se a fintech tem uma boa parceria e pode assim estabelecer seu foco no negócio, ou se terá nessa parceria mais um limitador ou até mesmo um obstáculo ao seu crescimento.

Conclusão

Construir uma parceria que ofereça todas as garantas para uma boa infraestrutura de TI é o melhor ponto de partida para uma fintech.

No mercado desde 2001, a Host One se diferencia por oferecer qualidade, flexibilidade e total apoio a seus clientes.

Com os serviços de nuvem da Host One sua empresa pode:

  • Personalizar a infraestrutura virtual de TI com os recursos adequados de CPU, memória, armazenamento, tráfego e pacote de IPs;
  • Reduzir as tarefas de manutenção do ambiente com o uso de processos automatizados;
  • Monitorar toda a utilização dos recursos do ambiente;
  • Obter elevado desempenho de processamento com o uso de recursos dedicados;
  • Contar com o armazenamento SSD, que oferece desempenho consideravelmente superior ao armazenamento tradicional;
  • Contar com a total segurança e privacidade dos dados e do ambiente.

Além disso, a Host One oferece:

  • 30 dias de experiência para comprovar a qualidade dos serviços, ou seu dinheiro de volta;
  • Garantia de uptime (disponibilidade do ambiente) de 99,8%;
  • Conectividade de alto desempenho (100 Mbits);
  • Mais de quinze anos de experiência em serviços de hospedagem;
  • Servidores fisicamente localizados no Brasil;
  • Preços sempre em reais, não sujeitos a variações cambiais;
  • Dois data centers, com diversas operadoras de link de tráfego;
  • Equipe especializada e atendimento pessoal.

Fintechs não alcançam o sucesso no mercado sem uma base tecnológica ágil e consistente. Se você tem planos para colocar a sua fintech no mercado, fale com a HOST ONE.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *