4 atitudes que vão sabotar sua carreira em TI

carreira-em-ti

Você optou por desenvolver uma carreira em TI? Parabéns, o mercado de trabalho nessa área é muito dinâmico e oferece inúmeras perspectivas e oportunidades.

De fato, nas últimas décadas a tecnologia da informação vem ocupando cada vez mais espaços em todas as atividades humanas. O que um dia foi apenas uma ferramenta auxiliar para as empresas, hoje é a estrutura básica sem a qual os negócios não podem sequer existir.

Entretanto, o mesmo dinamismo que abre oportunidades também cobra dos profissionais alguns cuidados para que eles se mantenham bem colocados no mercado.

Assim, para ser bem sucedido, cabe primeiro observar esses cuidados. Não seja você o principal responsável por sabotar uma tão valiosa carreira em TI.

Nesse post, identificamos quatro atitudes que muitos profissionais da área tomam, sem notar os impactos negativos que elas trazem para a carreira. Confira.

Sabotar uma próspera carreira em TI é mais fácil do que parece

Como ocorre em qualquer outra área, o sucesso de uma carreira em TI exige dedicação.

Entretanto, essa dedicação precisa ser exercida com sabedoria. Por vezes, o envolvimento com as questões do dia a dia é tão intenso, que não raramente as pessoas se perdem, deixando de avançar em direção a suas aspirações.

Há no mercado muitos profissionais extremamente dedicados, mas que estão estagnados em suas carreiras, como se tivessem entrado em um beco sem saída ou estivessem o tempo todo rodando em círculos, sem sair do lugar.

Conforme veremos, são alguns hábitos arraigados ou decisões tomadas sem uma reflexão consistente que acabam nos afastando do caminho que deveríamos seguir.

As quatro atitudes aqui listadas constituem um verdadeiro direcionamento para o fracasso e estão na raiz das principais situações de sabotagem que produzimos contra nós mesmos.

1.      Ausência de um plano de carreira

Muitos profissionais que iniciam uma carreira em TI o fazem pela afinidade que sentem em relação a essa área.

Ao acenar com muitas oportunidades e perspectivas, a TI cria a contrapartida ideal para que se justifique o investimento na carreira.




Assim, esses profissionais simplesmente mergulham de corpo e alma na profissão. Gostam do que fazem e simplesmente vão moldando suas carreiras conforme as oportunidades que apareçam pela frente.

São profissionais que nunca refletiram seriamente sobre algumas questões, como por exemplo:

  • Será razoável passar o resto da sua carreira fazendo exatamente o que você faz hoje?
  • O trabalho que você faz hoje existirá daqui a algum tempo?
  • Como você se vê daqui a 5 ou 10 anos? Essa é uma pergunta comum nas entrevistas de emprego e mesmo assim não se dá a devida importância a ela;
  • Você está preparado para as mudanças que virão nos próximos meses e anos?
  • Você tem ideia de como se reinventar? Onde e em quê investir? Que direção tomar?

A ausência de objetivos bem definidos pode levar alguns profissionais a uma visão muito imediatista sobre a carreira.

Alguns serão tentados a buscar melhores oportunidades compulsivamente. Qualquer cenário que lhes desagrade na empresa atual pode ser motivo para buscar uma nova colocação.

Como resultado, esses profissionais pularão de emprego em emprego, sem deixar em suas passagens um trabalho consistente e sem obter um bom acúmulo de experiência.

Em algum momento, o mercado naturalmente negará a eles o acesso a boas oportunidades de crescimento.

Assim, ter objetivos bem definidos é uma forma de dar uma direção à carreira, permitindo que o profissional se antecipe às circunstâncias e faça opções que o impeçam de se perder em meio à dinâmica do mercado.

2.      Negligenciar a necessidade de atualização de conhecimentos e habilidades

Aquisição de novos conhecimentos e habilidades é uma necessidade que está presente em diversas carreiras.

Entretanto, para uma carreira em em TI, ela tem um caráter especialmente crítico. Talvez nenhuma outra área de conhecimento seja tão dinâmica em termos de surgimento de novas tendências, sejam elas na forma de ferramentas, conceitos ou métodos de trabalho.

É impensável atuar em TI sem buscar constantemente novos conhecimentos e novas habilidades.

Um curso universitário na área de exatas pode fornecer uma boa e sólida base, mas ela certamente é insuficiente para torná-lo competitivo no mercado.

Hoje há uma gigantesca gama de cursos e treinamentos específicos que dão aos profissionais de TI o perfil que o mercado de fato procura.

Entre os conhecimentos e habilidades que não podem ser deixados de lado por um bom profissional de TI, destacam-se:

  • O domínio do inglês;
  • Novas ferramentas, novos conceitos técnicos e tendências para a área;
  • Metodologias de trabalho;
  • Visão de negócios, extrapolando o universo puramente técnico;
  • Habilidades comportamentais.

3.      Desperdiçar oportunidades

Em complemento ao item anterior, pode-se notar que a área de TI oferece oportunidades ímpares a profissionais com altíssimo nível de especialização.




Embora também existam boas oportunidades para generalistas, os profissionais altamente especializados normalmente encontram colocações privilegiadas.

Por outro lado, a busca por uma especialização deve seguir uma escolha bem criteriosa, pois normalmente exigirá o investimento de tempo e de recursos.

Essa é uma área que dá muito valor a certificações. Mas há sempre o risco de se investir em uma especialização que pode, depois de algum tempo, tornar-se obsoleta no mercado.

De qualquer forma, atualizar-se é preciso. E para quem busca grandes oportunidades, esse é um bom caminho.

4.      Não desenvolver uma rede de relacionamentos

Criar e manter uma boa rede de relacionamentos pode trazer muitos resultados para uma carreira em TI, em diversos sentidos.

Para que se crie uma boa rede de relacionamentos, é essencial o uso das habilidades interpessoais.

Entretanto, é relativamente comum encontrarmos profissionais de TI que não valorizam essa forma de socialização, atuando estritamente no âmbito técnico de seus afazeres.

Assim, esse profissional de TI precisa adquirir consciência a respeito da importância da rede de relacionamentos.

Em primeiro lugar, ele deve entender que o seu crescimento profissional naturalmente tende a exigir certa redução de foco nas questões técnicas e uma forte elevação da necessidade de relacionamentos interpessoais, com clientes, fornecedores, superiores, pares ou subordinados.

Conclusão

Conforme vimos, a Tecnologia da Informação é, há muito tempo, uma área que oferece ótimas oportunidades para a construção de uma carreira profissional.

Entretanto, um bom profissional precisa primeiro conhecer e evitar as atitudes que vão sabotar sua carreira em TI. Só então o sucesso pode ser visto como algo líquido e certo.

Content Protection by DMCA.com
Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *