Big Data na indústria 4.0

0
201
big-data-na-industria-4-0

Os dados já são, hoje, um dos ativos mais importantes para qualquer negócio, independentemente do porte ou setor. No contexto de uma indústria 4.0, hiper conectada, com milhares de sensores, IoT e Cloud Computing, essa importância é ainda maior. Aliás, os dados são a sua base. Pois, sem eles, esse conceito jamais seria possível.

Assim, o Big Data também se torna uma ferramenta imprescindível para a indústria 4.0, já que é através dele que todos os dados coletados podem ser tratados e aproveitados para se gerar oportunidades de negócio.

No artigo a seguir, você entende a fundo como funciona o Big Data na indústria 4.0 e os benefícios que essa união pode proporcionar. Acompanhe e descubra!

Separando os conceitos

Big Data e indústria 4.0 são Buzzwords, termos que invadiram o mundo corporativo e vêm gerando bastante repercussão. Porém, são poucos os que realmente entendem o que eles significam e qual o seu potencial.

Dessa forma, é importante que a gente separe e entenda bem os conceitos antes de tentarmos explorar como eles se relacionam.  

Big Data

Segundo a definição do Gartner, Big Data são dados de grande variedade, que chegam em volumes crescentes e velocidade cada vez maior. Daí são retirados os 3 Vs do Big Data: Volume, Variedade e Velocidade.

Em outras palavras, o conceito de Big Data envolve a geração, armazenamento e tratamento de grandes quantidades de dados estruturados e não estruturados que necessitam de ferramentas específicas para serem analisados e transformados em valor para o negócio.

Estamos falando de petabytes de informação gerados por milhares de dispositivos dos mais diferentes tipos e em velocidade crescente. No cenário de uma indústria 4.0, eles podem ser sensores, máquinas, softwares e diversos outros sistemas e dispositivos presentes na linha de produção.

Indústria 4.0

A terceira revolução industrial foi marcada pela automação dos processos e a introdução da TI na linha de produção. A indústria 4.0, também conhecida como a quarta revolução industrial, aprimora esses avanços unindo o mundo virtual e o físico através da internet, transformando profundamente a forma como os produtos que consumimos são fabricados.




Entre as inovações introduzidas por esse conceito estão a automação pesada de tarefas e processos, e o uso da inteligência artificial, Internet das coisas(IoT), Computação em Nuvem, Data Science e diversas outras tecnologias dentro das indústrias, dando vida ao conceito de “Smart Factories”; em português, fábricas inteligentes.

Como ambos se relacionam

Em uma indústria 4.0, com inúmeros sensores, máquinas conectadas e diversos sistemas, dados são gerados em volume de petabytes, com variedade e velocidade crescentes. 

Para se ter uma ideia, as informações coletadas abrangem desde o fornecimento da matéria prima até a entrega ao consumidor final, estando incluídos aí dados de temperatura, umidade, espessura, tuítes, posts no facebook, informações do sistema ERP e muito, muito mais.

Assim, a capacidade de se coletar, armazenar e tratar esses dados é crucial para que o negócio consiga aproveitar todos os avanços e oportunidades trazidos pela quarta revolução industrial.

E é aí que o Big Data entra em cena! Pois é ele quem fornece as ferramentas necessárias para que a indústria consiga lidar com seus dados. Assim, podemos dizer que o Big Data nada mais é do que a base da indústria 4.0.

O impacto do Big Data na indústria 4.0

O Big Data na indústria 4.0 já vem trazendo diversos avanços em indústrias no Brasil e no mundo. Nos próximos anos, estima-se que os impactos positivos dessa união serão ainda maiores e mais disruptivos.

Por exemplo, é esperado que a aplicação do Big Data na indústria 4.0 traga uma redução de custos de até 73 bilhões por ano. Isso porque, através da análise avançada de dados, haverá inúmeras possibilidades de redução de gastos, como a otimização de equipes; redução do tempo gasto na coleta e análise de dados; aprimoramento dos processos produtivos e muito mais.

O ganho de eficiência dentro das indústrias também será enorme e poderá render até 34 bilhões por ano. Tudo isso porque tanto gestores quanto colaboradores poderão contar com informações precisas para realizarem o seu trabalho. O que levará a decisões mais assertivas e produtivas.

Através do Big Data, robôs e sensores acompanharão continuamente todo o maquinário industrial. O que também levará a uma diminuição dos gastos com manutenção em até 31 bilhões por ano. Além de uma economia com energia de até 7 bilhões por ano.

E estes são apenas alguns dos impactos do Big Data na indústria 4.0. Além deles, haverá inúmeros outros que revolucionarão os processos produtivos industriais.




Os benefícios resultantes dessa união

Com base em tudo que vimos aqui, podemos concluir que Big Data e indústria 4.0 não são apenas importantes aliados, mas sim fundamentais um para o outro.

A união entre esses dois conceitos tem um enorme poder disruptivo e seus benefícios são inúmeros, indo desde a redução de custos até a melhoria em todos os processos produtivos de uma indústria.

Por fim, abaixo você descobre os principais pontos de melhoria que o Big Data proporciona em um cenário de indústria 4.0. Confira!

  • Diminuição dos custos com manutenção: através do uso do Big Data, os gastos com manutenção podem ser substancialmente reduzidos. Isso porque ele torna possível acompanhar o estado de todo o maquinário em tempo real e ainda é capaz de prever com precisão a necessidade de manutenção dos equipamentos, diminuindo o número de falhas e paradas na produção.

 

  • Decisões mais assertivas: O Big Data também fornece aos gestores e colaboradores dados precisos e em tempo real de toda a indústria, mercado e público consumidor. Assim, a tomada de decisão dentro do negócio fica muito mais precisa e assertiva, levando a uma melhora nos investimentos.

 

  • Redução de falhas e problemas operacionais: A análise avançada dos dados coletados em toda a indústria torna possível identificar falhas e problemas operacionais crônicos muito mais facilmente. Uma vez corrigidos, isso eleva a produtividade e ajuda na eliminação de fontes de desperdício, levando a otimização dos custos operacionais.

Estes são apenas alguns dos muitos benefícios e vantagens que a união entre Big Data e indústria 4.0 tem a proporcionar. E você, o que achou? Conta pra gente nos comentários! E não deixe de assinar a nossa Newsletter para receber conteúdo como este diretamente no seu e-mail!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui