Terceirização Vs Autonomia no Marketing

Terceirização vs autonomia no marketing - capa

Conversando com uma amiga que tem um E-commerce me deparei com uma dúvida indecisão interessante:

Terceirização vs autonomia no marketing - capaTerceirização vs Autonomia de Marketing, Qual investir?

Esta minha amiga trabalha com um E-commerce Geek, roupas em geral, acessórios, colecionáveis e etc. Além disso, mantém um blog onde gera conteúdo sobre este universo.

Ela havia confessado estar cansada e estressada, pois apesar de ter muita oportunidade de conteúdo para postar, as vezes se sentia perdida e sobrecarregada. Ficava em dúvida da qualidade do seu serviço, em relação aos posts criados, e da manutenção e afazeres da loja.

Eis que então ela me deu uma deixa interessante para apresentar uma solução:

As vezes eu penso em diminuir a quantidade de conteúdo que eu posto, mas tenho medo de perder o público.

Eis que comecei a explicar para ela sobre alguns pontos relevantes, que podem ser aplicados em várias áreas.

 A função do Blog no Marketing

Por muitas vezes, mantemos um blog juntamente de um produto, mas levanto a primeira pergunta:

É necessário manter um blog?

Eu diria que a resposta é, na maior parte das vezes, sim.

Obviamente existem exceções, mas para se atrair clientes hoje num mercado tão competitivo, temos de oferecer mais do que produtos.

No caso desta minha amiga, existe um universo gigantesco de conteúdo que ela pode explorar, ouso dizer, muito mais do que poderia de fato comportar. Ou seja, nunca haverá escassez de conteúdo. O ponto é, como o Blog irá apoiar o E-commerce?

Simples. Ela acabou de lançar uma coleção de camisetas de alguns heróis da Liga da Justiça. Escrever matérias especializadas, curiosidades, informações novas que irão agregar valor aos heróis (ou vilões) que ela tem produtos a oferecer. A ideia é, endeuse aos olhos dos outros e desperte a necessidade e vontade de ter algo sobre.




E com um simples Banner, algum “convite” sugestivo ao E-commerce, capture o leitor.

Agora que sabemos um exemplo básico sobre, entram as estratégias e de fato, a dificuldade encontrada por esta minha amiga.

A dificuldade da frequência:

O problema de fato exposto por esta minha amiga, foi que: Não aguento ficar escrevendo o tempo todo, mas não quero perder meus visitantes, eles trazem uma boa conversão.

De fato, frequência é um critério muito importante para se manter um blog, afinal, as pessoas voltam pelo conteúdo, se ele não existir com certa frequência, elas vão embora.

O comércio gera de fato bons rendimentos, mas há toda a questão de despesas. Dificultando a contratação de alguém específico para a produção de conteúdo. Eis que surgem duas situações que podem ser tomadas:

Qualidade x Frequência

Ao revisar alguns posts desta amiga, notei que de fato, existia um esforço excelente no conteúdo gerado, porém a frequência era um tanto quanto incerta.

Não haviam datas específicas para as postagens e o número de visitas e visualizações eram destoantes em alguns posts, conforme as datas.

O que sugeri:

De fato, seu conteúdo é excelente, creio que até mesmo acima do padrão.  O que você poderia fazer é:

  • Diminuir a quantidade de conteúdo, as vezes, dividir em partes.
  • Determinar uma frequência exata de posts por semana.
  • Fazer veiculação alternada em redes sociais.

Quais seriam os efeitos?

Ao separar os conteúdos, você cria uma necessidade de “Quero mais” no seu leitor, fazendo-o voltar. Principalmente se o conteúdo for de seu interesse e relevante.
Diminuir a frequência, mas ter dias exatos para a postagem, trará picos para o seu site, mas determinará também bons momentos para realizar ofertas.

A veiculação alternada na rede social, é uma outra estratégia bem interessante. As pessoas tem horários diferentes para a utilização da internet, mesmo que seu público tenha um padrão, sempre haverá pontos fora da curva.

Neste caso, repita o post na rede social, faça chamadas em dias e horários diferentes, pois desta forma, atingirá várias vezes a mesma pessoa ou pessoas diferentes, não atingidas antes.

Mas também temos a segunda situação:




Contratar uma equipe terceirizada, ou uma pessoa especializada:

Para iniciar esta parte, eu te levando uma pergunta estratégica:

O que você irá terceirizar? Como irá terceirizar? Quais vantagens a terceirização irá te dar?

Dentro da terceirização temos muitas, muitas mesmo, áreas de terceirização. Você pode terceirizar:

  • Designer
  • Calendário editorial
  • Redatores
  • Gestão para Mídias Sociais

Existem muitas outras opções, que você pode até mesmo ficar perdido. Mas para esta situação que apresentei da minha amiga, estas soluções são as mais recomendadas. Talvez para a maioria que mantêm um blog.

Designer – Existem vários profissionais da área que trabalham com freelance, possibilitando uma gama muito grande de opções. Preços e qualidades diferentes, prazos e negociações para todos os gostos. Para facilitar este tipo de situação, existe até mesmo um site onde você pode solicitar um projeto/imagem e alguém, em qualquer parte do mundo, pode atende-lo. Nesta categoria ainda existem vários sites, mas cito estes: 99Designs e nearJOB.

Calendário Editorial e Redatores – Esta possibilidade te daria total possibilidade de foco no E-commerce, uma vez que, tanto a pauta quanto o conteúdo. Existem empresas especialistas neste ramo, como por exemplo a Rock Content.

Gestão de Mídias Sociais – Aqui já temos um foco apenas nas redes sociais, tais como Facebook, Twitter, Instagram ou LinkedIn, podendo variar no perfil da empresa. Não apenas empresas, mas também existem ferramentas para tal, tais como HootSuit e Buffer.

Afinal, qual a solução correta?

A solução ideal será sempre a que melhor se adequar ao seu negócio. Considere seu porte, suas possibilidades e o que você pretende alcançar com a sua plataforma. Reveja os itens citados, terceirizar o marketing pode ser uma boa opção quando bem estudado.

Depois da conversa, confesso que ela saiu com muita coisa na cabeça, mas tenho certeza de que com uma solução.

E você, qual acha que a melhor?

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *