Conheça 5 tendências de segurança da informação e seus benefícios

Conheça 5 tendências de segurança da informação e seus benefícios

Ultimamente, novas tendências de segurança da informação estão surgindo. Isso é um reflexo direto do aumento de ataques por parte de cibercriminosos, que, cada vez mais, geram problemas e prejuízos para as empresas.

Com uma nova onda de ataques ocorrendo e com criminosos utilizando-se de técnicas de invasão cada vez mais arrojadas, é preciso buscar por alternativas que possam impedi-los de agir. Neste post, confira algumas das principais tendências de segurança da informação. Acompanhe!

Motivação para a evolução da segurança da informação

Em 2017, tivemos dois grandes ataques de ransomware, um tipo de malware de sequestro de dados: o WannaCry e o Bad Rabbit. Em ambos os casos, milhares de empresas, organizações e pessoas perderam seus dados ou precisaram pagar resgate aos criminosos para ter acesso às suas informações — até mesmo órgãos do Governo brasileiro foram atingidos.

Esses eventos foram capazes de demonstrar o quão frágil são as ferramentas de segurança da informação no mundo corporativo. Surgiram, então, novas tendências no setor visando diminuir a ocorrências de incidentes como esses.

Ao analisarmos os dois eventos, podemos notar algo em comum: ambos atingiram empresas e usuários que não estavam preparados para lidar com um ataque direto e, por isso, foram bem-sucedidos.

Porém, eles foram responsáveis diretos pela evolução atual da segurança da informação, que trabalha para antecipar a ação de cibercriminosos e evitar a perda de dados.

Impacto das novas tendências de segurança da informação

São vários os impactos e benefícios esperados com a evolução e as tendências de segurança da informação. Veja, a seguir, os pontos principais.

Aumento do número de ferramentas de proteção

O ambiente de TI é composto por várias soluções. Com isso, diversas portas de entrada podem ser utilizadas por hackers para ter acesso aos seus dados.

Novas ferramentas estão surgindo para cobrir toda a infraestrutura, pensando em questões como IoT, dispositivos móveis e redes internas.

Diminuição de gastos com soluções

As ferramentas de proteção estão se tornando cada vez mais completas e capazes de assegurar a proteção de vários pontos ao mesmo tempo. Assim, não há necessidade de contratar diversos softwares ao mesmo tempo, minimizando custos.

Melhora da efetividade

As novas soluções realizam um monitoramento de todo o ambiente de TI em tempo real, evitando que qualquer ameaça possa ser instalada e roube ou destrua informações — diminuindo, assim, a incidência de ataques e desencorajando os cibercriminosos.


Diminuição de gastos com perda de dados

A perda de dados gera gastos com recuperação, podendo até mesmo prejudicar a imagem de sua empresa no mercado — pela exposição de informações confidenciais de clientes que estavam sob sua guarda. As tendências de segurança da informação procuram evitar que situações como essa aconteçam.

Novas tendências de segurança da informação

Com a atual leva de ameaças, novas tendências estão surgindo no mercado de segurança da informação para garantir a proteção das informações. Entre elas, as principais são.

1. IoT

A Internet das Coisas procura manter objetos do nosso cotidiano conectados à internet, com o objetivo de gerar informações e melhorar os resultados dentro de uma empresa.

Todo objeto pode ser capacitado com sensores e comunicação com a web, para permitir a troca de informações dentro da empresa ou até mesmo em sua casa.

Contudo, qualquer sistema conectado à internet é passível de invasão por hackers. Prevendo esse problema, uma vez que a tecnologia ainda não esteja totalmente madura, diversas empresas já estão investindo em maneiras de manter a proteção de dados.

É preciso lembrar que, com a IoT, o número de brechas que podem ser utilizadas pelos cibercriminosos aumenta muito, assim como a complexidade do ambiente de TI — o que exige um cuidado redobrado.

2. RoT

Os ataques com a utilização de ransomwares são cada vez mais comuns e, com a popularização da IoT, podemos esperar um novo tipo de investida: o Ransomware das Coisas, que aproveitará a conexão dos dispositivos para bloqueá-los e exigir o pagamento de resgates.

Nesse caso, o problema pode ser muito pior que um ataque aos sistemas da empresa, pois não é possível ter acesso ao software que comando o dispositivo. Assim, a única forma de proteção é cobrar dos fabricantes atualizações constantes e exigir a utilização de plataformas seguras.

Se pensarmos que carros autônomos, capazes de guiarem-se sozinhos pelas estradas, estão em desenvolvimento, a invasão de um sistema como esse pode causar até mesmo uma tragédia.

3. Segurança da informação em nuvem

O cloud computing se popularizou entre as empresas. Hoje, boa parte das organizações utiliza pelo menos um tipo de ferramenta que faça uso dessa tecnologia.

Os provedores desse serviço têm investido cada vez mais em segurança, visando evitar qualquer tipo de ataque, uma vez que invasões podem prejudicar diversos clientes ao mesmo tempo.

Por outro lado, muitas empresas têm optado por utilizar os serviços de cloud computing justamente pelos massivos investimentos em segurança da informação realizados por seus fornecedores, o que garante maior proteção.


Contudo, gerenciar um ambiente no qual existem diversas ferramentas em nuvem e vários aplicativos é um grande desafio. São várias máquinas e dispositivos realizando acessos constantes aos dados.

É preciso investir no controle do uso de dispositivos pessoais, uma tendência no mercado hoje, visando garantir a proteção das informações da empresa e evitar o roubo de senhas — o que pode gerar um vazamento de dados.

4. Segurança integrada

O ambiente de TI está se tornando cada vez mais complexo, precisando utilizar diversas tecnologias diferentes como IoT, computação em nuvem, dispositivos móveis e outras soluções.

Com isso, a necessidade de encontrar uma segurança integrada, que possa atender a todos os desafios apresentados por um ambiente como esse, está se tornando cada vez mais comum entre as organizações.

Hoje, temos ferramentas de segurança da informação que agem em conjunto para evitar ameaças. Por exemplo, um determinado firewall na rede pode bloquear a passagem de um arquivo suspeito e notificar todos os antivírus para garantir que nenhum pacote tenha sido instalado.

5. Backup em nuvem

O conceito de backup em nuvem é o armazenamento dos dados importantes para a empresa em ambiente em nuvem, que garantem uma cópia  de backup de todos os dados da empresa em caso de algum ataque à estrutura da mesma.

Essa tecnologia não é nova. Mas, com o aumento dos ataques, ela está se tornando uma tendência, pois permite um acesso rápido aos dados e garante a continuidade imediata dos negócios após um ataque.

Se quiser saber mais sobre backup em nuvem fale com a equipe da Host One e podemos lhe auxiliar.

São várias as tendências de segurança da informação que têm surgido no mercado para fazer frente às ameaças existentes na rede. Procure ficar atento aos principais modelos de proteção e garanta a integridade de seus dados.

Gostou deste post? Que tal receber mais conteúdo como este direto em seu e-mail? Então, assine agora mesmo nossa newsletter!

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *