Data center virtual ou físico: onde investir?

Data center virtual ou físico: onde investir?
por

O gestor de TI tem atualmente se deparado com uma dúvida: Qual tipo de data center devo utilizar? Tal dúvida, até um tempo atrás, tinha uma resposta fácil: data center físicos. Mas agora, com a melhora das conexões de banda larga e popularização de provedores de computação em nuvem, a questão não é mais tão fácil assim.

Esse movimento, do data center físico para o data center virtual, é fruto do aumento de confiabilidade, diminuição de preços e outros fatores que comentaremos durante o texto. Se interessou? Continue a leitura!

Retorno Sobre Investimento (ROI)

Uma grande vantagem do uso do data center virtual em relação ao tradicional é o retorno sobre investimento (ROI, “Return on Investment”, em inglês). No caso tradicional, o investimento é realizado para suprir uma demanda de armazenamento. Comumente, para que o retorno aconteça o mais rápido possível, nada é comprado em excesso.

Conforme o tempo passa e as necessidades da empresa aumentam, todo esse hardware se torna insuficiente, exigindo upgrades ou trocas de equipamentos. Essa transição causa atrasos no fechamento de negócios e dificulta os ganhos financeiros, ao mesmo tempo que aumenta a complexidade da arquitetura de TI.

É nessa hora que o data center virtual faz grande diferença. O investimento nesse caso é realizado sobre as necessidades vigentes da empresa, como no caso anterior. No entanto, ele acontece em um modelo que se “paga pelo que usar”, sem a necessidade de um investimento inicial como no caso da compra de equipamentos, por exemplo.

Caso as necessidades da empresa aumentem, mesmo que seja por pequenos períodos (como em promoções de e-commerce), é possível realizar um upgrade de capacidade do provedor e evitar prejuízos. É dito então que um data center virtual possui escalabilidade.

Confiabilidade e recuperação de desastres

Outro ponto crucial na escolha do modelo de data center está relacionado à segurança dos dados e à recuperação de desastres. Apesar de os dados e hardware do data center físico estarem totalmente sob controle da empresa, nem mesmo todo cuidado pode ser suficiente para prevenir eventos desastrosos.

Eventos desse tipo são falhas humanas, sinistros e desastres naturais. Para que isso seja evitado, inúmeras medidas de acesso devem ser tomadas. Já para remediar, backups são realizados em locais diferentes.

O que é mais preocupante nesse cenário é que a retomada dos sistemas após esses eventos não ocorre imediatamente. Novamente, os resultados são prejuízos e atrasos…

Um data center virtual é simples de utilizar e não demanda conhecimentos ou hardware extraordinários. Essa facilidade também está presente quando o assunto é segurança, backup e recuperação de desastres.

Lembramos que as boas práticas de segurança não devem ser omitidas, como aquelas que envolvem acesso restrito e utilização de dispositivos empresariais em redes abertas. Uma VPN implementada no Data Center Virtual para acessos gerenciais e administrativos, aumenta, e muito, segurança de dados.

A conclusão que podemos chegar é que um data center virtual atende a todas as demandas de um negócio, principalmente de pequenas e médias empresas. Isso acontece pois com orçamentos apertados tais companhias têm que acertar em seus investimentos.

Isso é garantido pela computação em nuvem nos termos de preço, manutenção simplificada e escalabilidade.

Caso tenha ficado com alguma dúvida e queira saber mais sobre o assunto, entre em contato conosco!

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *