Conheça dicas de proteção de dados para evitar ataques cibernéticos 

0
259
protecao-de-dados-ataque-cibernético

A proteção de dados se tornou uma preocupação constante no mundo corporativo dado os impactos que um ataque cibernético pode ter para as empresas e seus clientes. 

As ameaças são muitas no mundo extremamente conectado em que vivemos e o noticiário está repleto de casos de grandes empresas, como Netshoes, Yahoo e eBay, que perderam milhões e até mesmo fecharam as portas por conta de ataques.

Por isso, é extremamente importante que os gestores estejam atentos e busquem ações de prevenção que consigam proteger seus negócios e clientes. E não estamos falando apenas de grandes empresas, pois cada vez mais pequenos e médios negócios têm se tornado alvos de cibercriminosos, principalmente por conta da falta de medidas de cibersegurança.

Mas então, o que pode ser feito para proteger a sua empresa? Descubra a seguir em 4 dicas de proteção de dados que trouxemos para você. Vamos lá?

Mas antes, quais são as consequências de um ataque cibernético?

Atualmente, os dados são um dos ativos mais importantes para qualquer empresa, independentemente do seu porte ou setor de atuação. Isso porque eles possuem informações valiosas sobre o negócio e seus clientes que podem ser transformadas em valor para a organização.

Contudo, eles também são extremamente valiosos para cibercriminosos, que estão desenvolvendo métodos cada vez mais engenhosos de consegui-los. Malwares, ataques DDoS, Phishing e sequestro de dados são apenas algumas das técnicas utilizadas.

Independente do método empregado, porém, o prejuízo é certo em qualquer tipo de ataque cibernético. O vazamento de informações sigilosas de clientes, por exemplo, além de acarretar processos e medidas judiciais, afeta a imagem da empresa no mercado de forma extremamente negativa.

Além disso, os custos envolvidos na contenção de ataques e na recuperação de dados corrompidos ou sequestrados geralmente são altos. O que só aumenta os prejuízos que um ataque cibernético pode causar.

Assim, é importante que os gestores invistam em medidas de proteção de dados que garantam a segurança das informações de suas empresas e clientes. A seguir, você confere 4 dicas que vão te ajudar muito nessa grande, mas simples tarefa. Continue acompanhando! 




4 dicas de proteção de dados para proteger o seu negócio

A quantidade de ameaças presentes hoje na rede mundial de computadores é enorme e diversificada. Os cibercriminosos estão cada vez mais engenhosos e exploram todo e qualquer tipo de falha, por menor que seja, para ter acesso aos dados do alvo.

Por isso, é extremamente importante que os negócios adotem ações amplas de segurança, eliminando todas as possíveis brechas e garantido proteção para o sistema como um todo, desde o hardware e software até as pessoas que os operam.

Abaixo, você confere 4 dicas que te ajudarão muito nesse sentido. Confira!

Treine e eduque todos os colaboradores

Você sabia que falhas humanas são uma das principais causas de ataque cibernético? Erros simples, como abrir um e-mail desconhecido ou enviar informações sensíveis por meios desprotegidos podem abrir brechas de segurança para a ação de hackers e o resultado pode ser catastrófico.

Por isso, uma das principais medidas que todo gestor deve tomar para garantir proteção de dados para sua empresa é treinar e educar todos os seus colaboradores, estabelecendo uma cultura de cibersegurança interna que aborde todas as possíveis falhas.

Para tanto, é preciso mostrar o quão prejudicial simples erros podem ser para a empresa. Clicar em links desconhecidos, compartilhar informações sensíveis em ambientes inseguros e acessar sites suspeitos, por exemplo, são ações aparentemente pequenas e inofensivas, mas que podem ser a porta de entrada para criminosos.

Proteja o seu hardware

Quando falamos em ataques cibernéticos, a maioria das pessoas pensam em ações à distância, online. Assim, é comum que os gestores invistam apenas em proteção de software, enquanto o hardware fica esquecido.

Contudo, as ameaças não estão apenas na internet e existem também no mundo real, podendo estar, inclusive, dentro da sua própria empresa. 

Roubo de equipamento, danificação proposital e funcionários mal intencionados, por exemplo, são apenas algumas das possibilidades. Portanto, é crucial que os equipamentos físicos do negócio e toda a infraestrutura subjacente também sejam protegidos. 

Entre as possíveis medidas que podem ser tomadas nesse sentido estão a redução do acesso a equipamentos, sistemas e informações ao mínimo necessário; restrições quanto ao uso de discos removíveis como USBs, CDs e DVDs; e proteção dos dispositivos com senhas fortes.

Adote ferramentas de proteção de dados

Se o objetivo é garantir proteção de dados, por que não utilizar ferramentas desenvolvidas especificamente para isso? O investimento pode até ser alto no início, mas os resultados e a proteção fornecida compensam.




Existem inúmeras soluções no mercado que abrangem as mais diversas ameaças, indo do básico, como antivírus e firewall; até opções mais avançadas, como protocolos de segurança e criptografia e softwares de monitoramento.

Cabe ao gestor, então, analisar o seu negócio e identificar as principais brechas e falhas apresentadas para escolher as melhores para o seu caso em específico. Caso necessário, é possível contratar também uma consultoria em segurança para auxiliar nesse processo e garantir mais assertividade.

Faça backup e encriptação dos seus dados

Abordamos aqui medidas para garantir proteção de dados que envolvem hardware, software e mão de obra. Agora, por fim, abordamos os dados em si, e a melhor forma de protegê-los é encriptando e fazendo backup.

A encriptação garante que, mesmo que dados sensíveis caiam em mãos erradas, eles serão inúteis. Logo, o potencial de danos que um ataque cibernético pode causar é reduzido substancialmente.

Se a empresa sofrer um ataque Ransomware, por exemplo, as informações sequestradas não poderão ser acessadas. O que reduz substancialmente os prejuízos sofridos.

Já o Backup garante que, mesmo em uma situação como essa, a empresa não tenha com que se preocupar. Afinal, se os dados sequestrados não podem ser acessados e o negócio pode facilmente recuperá-los, por que pagar um resgate?

Além disso, o Backup também protege os dados contra uma série de outras ameaças, inclusive aquelas presentes no mundo real, sendo obrigatório em qualquer empresa que que se importa com a segurança dos seus dados e de seus clientes.

Quer saber mais sobre segurança de dados e tecnologia da informação em geral? Assine a nossa Newslleter! Sempre trazemos conteúdos muito bacanas sobre o universo da TI por lá.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui