Como outsourcing gera mais eficiência para sua equipe de TI?

outsourcing

Investir em outsourcing para TI é uma iniciativa que está em alta no Brasil. Principalmente por parte das empresas que não possuem expertise ou buscam otimizar o investimento na área de Tecnologia da Informação.

Em um estudo realizado pelo Everest Group, o nosso país se destacou no cenário mundial como um dos com mais oportunidades de outsourcing no planeta. Não só por aqui, mas em todo o mundo, o movimento de terceirização de produtos e serviços têm movimento bilhões de dólares.

Aqui no Brasil, essa busca cada vez maior pelo outsourcing pode ser facilmente explicada. Com um cenário econômico e político instável, os gestores têm tentado investir em tecnologia correndo o menor risco possível. O que expandiu todo o mercado e trouxe novas soluções de produtos e serviços.

Porém, essa não é a única explicação. O outsourcing também proporciona inúmeras vantagens aos negócios que o implementam, diminuindo custos, trazendo mais segurança, aumentando o orçamento para investimentos e permitindo que os negócios cresçam sem que os gastos operacionais tenham o mesmo destino.

No artigo a seguir, você conhece melhor o que é esse conceito e descobre todos os benefícios que ele pode trazer para sua empresa. Você descobre, ainda, como ele pode gerar mais eficiências para as suas equipes de TI. Então, acompanhe!

O que é outsourcing?

Também conhecida como terceirização, essa prática consiste na contratação de empresas especializadas no fornecimento de serviços e soluções demandados.

Dentro do contexto de TI, fazer o outsourcing significa delegar a uma terceirizada determinadas responsabilidades pertinentes ao setor, como:

  • Implementação e gerenciamento de infraestrutura de TI;
  • Análise e especificação de requisitos de software;
  • Gestão de projetos de TI;
  • Implementação de inovações tecnológicas.

Entretanto, existem diferentes tipos de outsourcing para TI pelos quais a sua empresa pode optar: onshore, offshore e nearshore. A seguir, falaremos mais detidamente sobre cada um deles, além, é claro, de apresentar as maiores vantagens da estratégia.

3 tipos de outsourcing para TI

1. Onshore

O Onshore Outsourging consiste em terceirizar os serviços de TI por uma empresa localizada (sediada) na mesma região. Ou seja, que se encontra na própria cidade, estado ou país.

Portanto, se a sua empresa está no Brasil, qualquer solução de outsourcing para TI fornecida dentro do território nacional será considerada Onshore.

As vantagens do Onshore Outsourcing é que a empresa a ser contratada, desde que bem qualificada no mercado, possui experiência e conhecimento das necessidades da sua empresa, provendo soluções adequadas à cultura do negócio e ao modo como a TI é abordada no país.

Isso é extremamente importante, pois, como sabemos, o uso da tecnologia está se tornando cada vez mais personalizado. Logo, poder contar com um parceiro que consegue oferecer um serviço individualizado e preparado para o seu público faz toda a diferença.




Além disso, uma empresa localizada no seu país, estado ou região terá um conhecimento muito maior sobre o seu mercado e modelo de negócios. Pode parecer irrelevante em um primeiro momento, mas esse fator pode ser crucial para o fornecimento de um serviço eficiente e de bom custo-benefício.

2. Offshore

Optar pelo Offshore Outsourcing, como o próprio termo nos sugere, significa contratar uma terceirizada sediada em outro país. Ou seja, uma empresa do exterior.

Sendo assim, a sua empresa pode transferir os serviços de TI a uma empresa sediada nos Estados Unidos, pela incontestável excelência em serviços no setor, ou localizada em países emergentes (China, Rússia, Índia, México, etc.) para obter vantagens financeiras.

Nesse modelo de outsourcing, a sua empresa perde todas as vantagens que uma terceirizada local poderia oferecer, mas ganha outras. A principal, claro, é o acesso a um serviço de altíssima qualidade, prestado por uma empresa internacional que têm acesso às principais tecnologias e aos melhores profissionais do mercado como um todo.

Isso pode fazer total diferença em uma enorme variedade de áreas, principalmente em serviços críticos e pouco explorados no país. Nesses casos, as empresas passam a ter acesso barato e eficiente a recursos difíceis de serem contratados por aqui.

Para que as vantagens sejam refletidas nos resultados do negócio, no entanto, é fundamental que a sua empresa tenha certa familiaridade com a cultura do outro país. Isso principalmente quanto à comunicação entre os envolvidos.

3. Nearshore

Quanto ao Nearshore Outsourcing, podemos definir o modelo como a solução ideal para quem deseja contratar serviços de TI de uma empresa estrangeira. Porém, não está seguro de como o choque cultural pode impactar nos negócios.

Isso porque a estratégia envolve parceria com um fornecedor do exterior, mas que possua uma sede em seu país. Em outras palavras, é a contratação de uma terceirizada multinacional. O que elimina os entraves culturais e demais dificuldades inerentes ao processo de Offshore Outsourcing.

Há um contrabalanço entre o Nearshore e o Offshore em termos de benefícios. Pois os serviços são ofertados tendo em vista o mercado nacional, o que pode significar perda na vantagem financeira; por outro lado, a terceirizada fornecerá, com todas as vantagens do cenário internacional, as mais atuais e inovadoras soluções irrestritamente.

Isso quer dizer que, com o Nearshore Outsourcing, a sua empresa passa a ter acesso a um serviço de extrema qualidade; ao mesmo tempo em que dispende menos recursos do que gastaria contratando-os localmente.

6 vantagens do outsourcing para TI

Agora que você conheceu os modelos de outsourcing de TI que o mercado oferece, falaremos sobre as suas principais vantagens. Vejamos a seguir 6 delas que não podem ser ignoradas!

1. Foco no core business

Decerto o foco no core business é um dos benefícios mais considerados pelas empresas que planejam investir no outsourcing, visto que elas dedicam melhor o tempo para as atividades mais relevantes.

Por exemplo, um escritório de advocacia não tem a Tecnologia da Informação como carro-chefe, mas sim os serviços jurídicos. Sendo assim, como o escritório depende dos recursos de TI para obter alta produtividade, ele pode manter uma equipe especializada cuidando do setor, enquanto direciona o foco aos seus processos de negócio.

Dessa forma, os gestores ganham mais tempo e recursos para focar naquilo que realmente importa: seu core bussiness. As tecnologias, serviços e todo o suporte necessários para que ele se mantenha passam a ser prestados por outra empresa com muito mais expertise, recursos e disponibilidade. Logo, toda a empresa sai ganhando em diversos sentidos.

2. Tecnologias atualizadas

Não é uma tarefa fácil manter atualizados os sistemas, programas e equipamentos de hardware, podendo esta, além de tudo, ser altamente dispendiosa.

Esse trabalho é significativamente facilitado quando se tem uma parceira experiente no ramo. Afinal, uma terceirizada qualificada sempre trabalhará com o que há de mais atual no mercado.




Ou seja, a empresa não precisará se preocupar com o licenciamento de software, upgrades de hardware ou implementações de novos sistemas, mas terá tudo isso à disposição, tornando os processos mais eficientes, ágeis e seguros. Esse, aliás, é um ótimo exemplo da vantagem citada anteriormente.

3. Parceria estratégica

Embora estejamos batendo na tecla de delegar as atividades do setor à outra empresa, o que torna o outsourcing de TI efetivo é a firmação de parceria estratégica. Isto é, se aliar a um fornecedor cujos objetivos estejam alinhados com os do seu negócio.

Quando há uma limitada relação entre fornecedor e cliente, dificilmente a prática proporcionará crescimento, tampouco garantirá uma relação saudável entre as partes. Porém, quando essa relação é produtiva e os dois negócios têm objetivos em comum, os resultados são expressivos e podem transformar ambos.

4. Expertise dos profissionais de TI

Investir na contratação de profissionais de TI experientes, qualificados e com maior produtividade pode gerar altos custos para o negócio. Fora os salários, será preciso arcar com todas as tributações e impostos ligados ao regime celetista.

Vale destacar, também, que a contratação se torna ainda mais complicada quando não se tem experiência com a seleção de profissionais de TI.

Com o outsourcing de TI a sua empresa pode contar com verdadeiros experts, contratados sob as exigências de uma companhia que sabe os requisitos que formam um profissional pronto para o mercado. Portanto, estará usufruindo da qualidade profissional sem prender-se a contratos individuais.

5. Know-how

Como as melhores terceirizadas têm no quadro de funcionários parte dos melhores especialistas do mercado, cuja experiência ao lidar com problemas típicos e executar atividades da área é sólida, esse know-how permite que as decisões certas sejam tomadas rapidamente.

Sendo assim, independentemente da plataforma que a empresa utiliza, dos sistemas operacionais, dos tipos de servidores, entre outros elementos que formam o ambiente tecnológico, a parceira será capaz de assegurar que até mesmo as falhas mais obscuras serão solucionadas.

6. Redução de custos

Talvez a melhor parte disso tudo seja a redução de custos promovida pelo outsourcing de TI, mesmo que tal prática forneça uma vasta gama de benefícios.

A terceirização dos serviços de TI é feita por meio da contratação de serviços. Isto é, todos os custos operacionais e com aquisição de ativos estão embutidos no valor negociado entre as partes, reduzindo os custos consideravelmente.

O que achou das vantagens do outsourcing para TI? A prática tem muito a agregar ao seu negócio? Compartilhe conosco a sua opinião!

Content Protection by DMCA.com
Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *