Segurança de dados na nuvem: posso confiar?

Segurança de dados na nuvem: posso confiar?

A segurança de dados é algo que preocupa todo gestor. Garantir que as informações armazenadas digitalmente sejam mantidas em um local com alta integridade é algo fundamental para o negócio. Sem que isso ocorra, toda a rotina da empresa pode ser prejudicada.

Falhas em hardwares passarão a causar um grande prejuízo, uma vez que a companhia não possuirá mecanismos para recuperar as suas informações ou impedir que elas sejam corrompidas. E para auxiliar empresas a manterem-se mais seguras, uma das principais opções é a computação em nuvem.

Além de dar mais flexibilidade e auxiliar negócios a reduzirem custos, a nuvem também pode ter um papel-chave na manutenção de uma infraestrutura confiável. Quer saber os motivos? Então confira a lista de vantagens que preparamos abaixo!

Possibilidade de continuar trabalhando em qualquer local

O armazenamento de dados em nuvem trouxe grandes ganhos de mobilidade para o ambiente corporativo. Com a opção de migrar os seus registros para um ambiente mais seguro, gestores conseguiram otimizar as suas rotinas e ter mais agilidade para solucionar problemas.

Além disso, outra consequência de manter ferramentas de cloud storage integradas ao ambiente corporativo é a possibilidade de ter uma rotina de trabalho livre de interrupções causadas por falhas de hardware. Sempre que um problema ocorrer, o profissional poderá continuar o seu trabalho em outra máquina, não precisando manter-se dependente da troca de uma peça ou aparelho para retornar às suas atividades.

Isso traz um grande ganho de competitividade para a empresa. Podendo garantir que a sua rotina terá poucas interrupções, prazos são mantidos com alto nível de aderência, assim como a produtividade de todo o time.

Backups automáticos

O backup de dados é um dos pontos cruciais para que empresas possam manter a sua infraestrutura com integridade. Essa política dá a gestores a capacidade de evitar que problemas como interrupções de serviços ou perda acidental de arquivos impactem o fluxo de trabalho e gerem perda de informações. E com o apoio da computação na nuvem, a companhia pode criar uma política de backup mais abrangente e eficaz.




Por meio de aplicativos de sincronização de arquivos, o gestor consegue armazenar informações de múltiplos dispositivos em um ambiente centralizado com facilidade. Cópias automáticas são criadas sempre que alterações são feitas, dando aos usuários a capacidade de avançar e retroceder versões a qualquer momento.

As políticas de segurança de dados também são beneficiadas com o fato do backup na nuvem ter a restauração de arquivos simplificada. Basta uma conexão com a web para que o usuário possa acessar as suas informações, reduzindo o tempo necessário para que as atividades sejam retomadas quando algo ocorrer.

Proteção contra vulnerabilidades locais

A execução de aplicações na nuvem também protege as informações da companhia de possíveis vulnerabilidades locais. Isso permite que os usuários adotem rotinas mais inovadoras e eficazes, em que a tecnologia possui um papel-chave na qualidade dos serviços prestados. Com a segurança de que os registros estarão livres de ameaças locais, mais dados podem ser digitalizados.

Para a empresa, isso será um fator estratégico. Conforme a nuvem passa a fazer parte de um número maior de rotinas, os times tornam-se mais integrados. Soluções para os problemas serão encontradas por meio de processos colaborativos e que estimulam um maior grau de inovação.

Além disso, a segurança dos dados será reforçada. Por estarem em um ambiente isolado, as informações internas também estarão livres de incêndios e roubos de equipamentos. Assim, usuários poderão ter a certeza de que, independentemente do que ocorrer, a companhia poderá continuar atuando.

Recursos de controle avançados

Os recursos de controle são cruciais para que a empresa possa garantir a segurança de suas informações. Com um ambiente em que políticas de restrição de acesso podem ser ampliadas facilmente, a empresa reduz riscos de vazamento e garante que todos terão acesso apenas aos recursos necessários para as suas atividades. Assim, o ambiente torna-se mais inteligente e eficaz.

Ao migrar informações para a nuvem, a companhia terá mecanismos centralizados para controlar o acesso aos seus recursos. Gestores de TI poderão modificar privilégios de grupos de usuários de maneira unificada, facilitando a execução dos processos de gestão.

Já os usuários conseguirão compartilhar registros com alguns cliques, evitando uma série de riscos. Dessa forma, toda a empresa terá um fluxo de trabalho mais inteligente e dinâmico, sem que as suas informações mais importantes parem nas mãos de terceiros.

Gestão de segurança centralizada

Como citamos, a gestão da segurança de dados na nuvem pode ser feita de maneira centralizada. Para o gestor de TI, isso é um fator chave no seu dia a dia. A resposta a ataques é feita com mais agilidade, diminuindo o impacto que tais situações podem causar.




A criação de usuários, redução de privilégios ou mesmo a mudança dos recursos que ficam disponíveis para cada pessoa pode ser feita em um único local. Como consequência, o gestor pode ter uma rotina de trabalho mais ágil e precisa. E como o monitoramento também é feito no mesmo ambiente, as chances de alguma vulnerabilidade passar despercebida é muito menor.

As empresas que atuam na área também trabalham para diminuir continuamente os riscos de segurança de dados nos seus data centers. Hoje, o mercado de cloud storage e cloud computing possuem uma série de regras para evitar vazamentos e acessos não autorizados a arquivos.

Os mecanismos de controle envolvem tanto o ambiente físico como virtual. O acesso ao local em que os servidores são mantidos é feito com rígidos processos de controle. Isso evita que ataques à infraestrutura tenham sucesso, dando mais segurança para o usuário.

Virtualmente, as empresas investem em uma série de medidas para tornarem as suas políticas de segurança de dados mais confiáveis. Recursos como a autenticação de dois passos e controle de acesso são disponibilizados ao usuário. Assim, ele possui mais controle sobre quem visualiza as suas informações.

Ao mesmo tempo, softwares são atualizados continuamente para evitar que vulnerabilidades tornem-se uma porta de entrada para invasores. E com processos de monitoramento e replicação de informações, a companhia pode garantir que nenhum registro será perdido ou perderá a sua acessibilidade.

Gostou do nosso post sobre segurança de dados? Quer receber outras dicas para manter o seu ambiente de trabalho mais seguro? Então assine já a nossa newsletter e tenha todas as novidades em primeira mão!

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *