Certificado SSL: tire aqui suas dúvidas

ssl

Um dos aspectos mais importantes de qualquer negócio é conquistar a confiança de seus clientes e parceiros comerciais. Isso inclui os meios de comunicação e venda online. Locais em que o usuário deve sentir-se capaz de enviar e receber dados como o número de um cartão de crédito com segurança. Justamente por isso, obter um certificado SSL (Secure Sockets Layer, ou Camada Segura de Soquetes, em tradução livre) é crucial.

Pois ele fornece a garantia de que o negócio possui serviços web com protocolos de segurança, capazes de manter conexões com alto nível de privacidade e confiabilidade. Em páginas que lidam com sistemas de pagamento online, o uso dessa tecnologia é obrigatório.

Quer saber como o certificado SSL funciona e qual seu impacto nos seus serviços web? Então confira o artigo a seguir!

O que é um certificado SSL?

O protocolo de segurança SSL/TLS foi criado por Tim Dierks e Eric Rescoria, ambos do IETF TLS Working Group. Este protocolo é utilizado em serviços de e-mail e outras formas de envio de dados via web.

O certificado SSL, é um documento que garante que uma página web utilize o protocolo SSL/TLS (Transport Layer Security, que em português pode ser traduzido como Segurança da Camada de Transporte). Que serve para enviar e receber dados entre o dispositivo do usuário e o seu servidor de hospedagem.

Como o protocolo SSL/TLS funciona

O protocolo de segurança SSL/TLS permite que as comunicações entre duas máquinas sejam totalmente criptografadas. Isso é feito garantindo que o usuário de uma conexão de rede tenha o máximo de privacidade durante o acesso a serviços web.

O SSL é um protocolo que possui um conjunto de regras para que um sistema web consiga criptografar as informações enviadas e recebidas durante o seu acesso. Pode ser por exemplo, o de gerenciamento de e-mail ou de um site.

Assim, ainda que alguém consiga capturar a transmissão dos pacotes de dados, não será possível visualizar nenhum conteúdo sensível.

Para utilizar o SSL, é necessário emitir um certificado próprio. Esse documento possui regras personalizadas, como dito anteriormente. As regras são para a criação do canal criptografado que será utilizado na comunicação entre duas máquinas e é composto por duas chaves de criptografia.




As chaves pública e privada trabalham juntas com as chaves da sessão e possuem um campo para identificação e validação dos dados do dono do certificado. Tudo o que for criptografado com a chave pública só pode ser descriptografado com a chave privada (e vice versa).

O uso dessas chaves demandam grande poder de processamento, por isso são utilizadas apenas para estabelecer conexão entre as máquinas. Esse processo é conhecido como “SSL Handshake”.

Etapas do SSL Handshake

  1. o dispositivo do usuário conecta-se a um serviço ou página web por meio de uma conexão HTTPs e solicita a identificação do servidor utilizado para a hospedagem da página;
  2. o servidor envia ao equipamento do usuário uma cópia do certificado SSL junto com a chave pública;
  3. o dispositivo do usuário verifica a integridade do certificado SSL e se ele está expirado ou revogado. Caso as informações sejam validadas, a máquina cria uma conexão criptografada e envia uma chave simétrica para aquela sessão de acesso a partir da chave pública;
  4. o servidor descriptografa o conteúdo enviado pela máquina do usuário utilizado a sua chave privada. E depois envia de volta uma mensagem confirmando o recebimento dos dados para que a comunicação seja iniciada por meio de um canal criptografado.

Porque é necessário ter esse certificado no meu site?

O uso de conexões seguras tornou-se quase uma obrigação em sites web. Ao longo dos últimos anos, todas as grandes empresas de internet, assim como os órgãos reguladores, passaram a estimular a adoção de certificados SSL. Pois, eles fornecem mais segurança, privacidade e confiabilidade para os usuários de serviços web.

Diante disso, diversas medidas foram tomadas para pressionar os donos de páginas web a adquirirem tais protocolos de segurança. O Google, e outras ferramentas de pesquisa, começaram a priorizar páginas que tenham conexões seguras nas suas páginas de resultado. Em outras palavras, o uso de certificado SSL tornou-se estratégia de SEO, impactando diretamente no número de visitantes de uma página. Isso fez com que as empresas adotassem este serviço de conexão segura.

A criptografia proporcionada pelo protocolo SSL/TLS dá a confiabilidade necessária para usuários efetuarem transações mesmo em conexões públicas.

Como consequência, as taxas de conversão (assim como o tráfego para as páginas do negócio) serão maiores. Já que todo visitante terá a confiança de que as suas informações estarão protegidas contra diferentes técnicas de ataques, como as man in the middle, injeções SQL e phishing.

Além disso, o acesso a páginas inseguras passou a ser desincentivado nos navegadores modernos. Um exemplo é o Google Chrome: sempre que uma página que não possui um certificado SSL é acessada, o usuário recebe um aviso informando que as suas informações podem ser capturadas por terceiros. Além disso antes da URL fica um aviso de “não seguro” desestimulando a visualização do conteúdo do site.

Os usuários estão se certificando que os sites tenham essa segurança na hora comprar pela internet, por exemplo.

Resumindo as Vantagens do Certificado SSL:

  • Melhores resultados no Google
  • Melhora a Segurança
  • Credibilidade dos usuários
  • Reduz risco de fraude
  • Compatibilidade (tem compatibilidade com a maioria dos navegadores web)

Tipos de certificados:

Validação do Domínio: esta é a versão mais básica, é usada empresas que possuem sites com uma menor necessidade de segurança. Como por exemplo, o blog.

Validação da Organização: seguindo a ordem, este é a versão média. Usada geralmente por corporações.




Validação Estendida: esta é a versão mais completa. Geralmente usada por empresas que possuem loja online, já que os dados de cartões serão inseridos na hora da compra. Usada também por alguns bancos. Na URL  aparece um cadeado e após o nome da sua empresa

Como conseguir um certificado SSL

Identificado pelo “https://”, o certificado SSL pode ser obtido sem a necessidade de um grande investimento, graças a iniciativa do projeto Let’s Encrypt. Essa iniciativa foi criada pelo ISRG (Internet Security Research Group) e contam com o apoio de várias empresas de hospedagem e serviços web, como a Host One.

O principal objetivo do Let’s Encript é garantir que todos os sites web possuam um certificado SSL. Para isso, o projeto utiliza um conjunto de diretrizes que facilitam a aquisição de certificados. Através de um processo transparente, aberto, de baixo custo, cooperativo, seguro e automatizado.

Quanto mais simplificado, melhor. Assim, mesmo donos de sites com baixo conhecimento técnico sobre segurança digital podem adquirir um certificado SSL sem grandes dificuldades.

Para os nossos clientes, por exemplo, ele é distribuído sem custos adicionais para os usuários das soluções de hospedagem. E por meio de uma pequena mensalidade em servidores de cloud computing, dedicados ou virtuais.

A obtenção é feita por meio de um processo simplificado. Cada certificado SSL é renovado automaticamente, evitando que os seus serviços web fiquem inseguros por falta de tempo para revalidar o contrato de uso do protocolo de segurança. Geralmente o certificado vale por 1 ou 2 anos.

Se o seu site ainda não possui um certificado SSL e você quer adquiri-ló, entre em contato nossos especialistas agora! E para aproveitar que estamos falando de segurança, confira também o post sobre Cibersegurança.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *