Gamification no comércio: Entenda e aplique!

Gamification no Comércio - CAPA

Gamification no comércio

Gotta Achieve

Você acaba de encontrar um blogpost sobre Gamification.

Deseja pular o tutorial? Sim / Não

O Tutorial

Bem vindo ao nosso tutorial sobre Gamification.

Neste tutorial você irá aprender:

  • A origem do Gamification
  • Como funciona
  • Bônus +1 em Inteligência/Curiosidade

A origem do Gamification

Gamification, como o próprio nome já propõem, é a transformação de algo em jogo, ou adoção de aspectos.

O termo Gamification (ou Gamefication, gameficação, enfim) tem origens datadas até mesmo de 1980, com Daniel Burrus. Daniel trabalha na área de Inovação e Estratégia de negócios. Em seu próprio blog, Daniel aponta o termo gamification aplicado para acelerar o ensino na área de tecnologia (Veja aqui).
Outras fontes afirmam que o termo possa ter surgido em 2002 com a Conundra Ltda. Um jogo de aprendizado que trabalha a utilização de anagramas, em níveis diferentes com dificuldade crescente.

Como funciona

O Gamification trabalha com a base de Desafio – Incentivo – Recompensa. Esta base é extremamente difundida atualmente na sociedade, mesmo que em mínimos detalhes que podem passar despercebidos.

Em primeiro lugar, deverá existir um sistema onde a pessoa possa (e deva) interagir. Ter preferencialmente, um perfil ou algo que crie uma identidade para ela.

Na plataforma de ensino com gamification, você necessariamente deve lançar um desafio ao usuário. Alguns exemplos:

  • Complete o desafio em menor tempo
  • Complete o desafio com menos movimentos
  • Derrube o mínimo de obstáculos

Coisas deste tipo podem gerar algum tipo de competitividade, influenciando o usuário de alguma forma a cumprir o objetivo.

E com todo desafio, deverá haver sim uma recompensa.

Gamification no comércio - Achievement Unlocked

Com este processo de Desafio – Recompensa, você poderá criar e nutrir um usuário com o intuito de desbravar todas as recompensas e consequentemente, com um enorme conhecimento de algo.

A explicação foi simples? Agora vamos para a segunda etapa!

Gamification no comércio:
Como ficam as adaptações?

O Gamification no comércio pode interagir com o cliente de diversas formas. Ele pode se apresentar no design, podendo ser da página ou do produto, trazendo elementos que lembrem jogos, como algumas imagens já usadas neste post.

Ele também pode se apresentar como maneira de interação com o usuário.
Um exemplo deste é a Camiseteria, onde cada artista possui perfil próprio com as artes enviadas, quantidades aprovadas. Gerando uma certa competitividade entre os artistas, disponibilizando links para seguir as artes. Mas isso é uma competição entre eles? Não, somente um e-commerce.




Uma outra abordagem deste tipo de interação podem ser:

  • Relacionamento com o Cliente
  • Estratégia de Vendas

Dentro desta situação, podemos ver vários tipos de situações onde o usuário será recompensado de uma forma ou outra. No quesito de relacionamento com o cliente, podemos analisar a plataforma de jogos Steam, TIM e Tradiio.

Vamos analisar um pouco como cada uma delas funciona.

Steam

Conhecida por muitos como a plataforma principal de jogos, principalmente Indies, para computador, a Steam aplica o gamification no comércio da seguinte forma:

Você, usuário, possui um perfil. Cada jogo adquirido trabalha com um sistema de conquistas (próprio do jogo), onde ao completar determinado desafio, você ganha um selo (emblema, brasão, como preferir) que demonstrará para todos os seus amigos que você possui uma conquista.

Porém eles não param por aí.
Além deste sistema, eles possuem uma versão própria onde os desenvolvedores dos jogos dispõem outros ‘troféus’ que podem vir repetidos. Qual o intuito? Interação.

Você pode trocar seus troféus repetidos com outros usuários, no intuito de completar sua coleção e possuir todas as conquistas disponíveis.

Parece bem acirrado, competitivo e viciante? É essa a ideia.

Outras empresas do ramo como PlayStation Network, Xbox Live, Origin (EA Games) e até mesmo a PlayStore trabalham com o mesmo sistema de Conquistas, incentivando o consumo contínuo de seus jogos.

Tim

Muitos brasileiros conhecem os planos da TIM. Dentre eles, eu que vos escrevo inclusive, usufruo de um deles desde 2011. Conhece o Tim Beta?

Dois aspectos utilizados pela TIM no Gamification no comércio deles foram:

  • Blablablámetro e
  • Sistema de Conquistas;

O Blablablámetro, como mostrado na imagem abaixo, trabalha com um requisito de pontuação onde redes sociais e gastos diários compõem a pontuação do usuário.

Gamification no comércio - Blablablámetro

Podemos ver que não estou tão bem assim dessa vez.

 

Qual a recompensa dos 4.000 pontos? Ser um Beta Lab. O que traz alguns benefícios ao usuário.  Dentro da estratégia, o usuário deverá consumir de alguma maneira (Ligação, sms ou 3G) os produtos da TIM para arrecadar pontos, mantendo o ciclo do jogo sempre ativo.

Outro sistema utilizado é o de Conquistas, neste caso, com emblemas no perfil do usuário, como mostrado na imagem abaixo.

Gamification no comércio - Badges TimEstas por sua vez são meramente ilustrativas e de exibição para os demais usuários.

Tradiio

Gamification no comércio




Já a plataforma de musica Tradiio leva o gamification no comércio deles a um nível interessante.

Eles funcionam como um Spotify, porém dedicado a produtores desconhecidos! Todo o conteúdo deles pode ser considerado – até certo ponto – underground. E seu sistema de gamification é um pouco diferente dos anteriores. De certo modo, pode ser comparado ao Patreon, mas aos que não conhecem, existem várias coisas a serem citadas, então vamos estudar este a mais fundo.

Em primeiro ponto, possuímos dois tipos de usuários, os ouvintes e os produtores(ou artistas, caso prefira).

Os Ouvintes
Os ouvintes são usuários normais como eu e você. Ao nos inscrevermos, temos o acesso gratuito à utilização da plataforma. Podemos ouvir música ilimitadamente, seguir artistas, fazer nossas playlists e assinar pelo artista.

Esta opção gera uma contribuição que pode ser avulsa ou mensal. Assim como o Patreon, já citado, o artista pode se comprometer com o conteúdo, pelo incentivo já prestado.

Existem diferentes quantias, definida pelos artistas, e diferentes tipos de recompensas que podem ser consideradas de certa forma, exclusivas.

Os Artistas
Bem vindo ao mundo competitivo da música em médio porte! O cenário deles é extremamente competitivo, incentivador e financeiramente interessante (para a empresa).

Imagine ter de criar um conteúdo bom e ao mesmo tempo competitivo. Esta é a realidade dos artistas no Tradiio.

Para os artistas, há o incentivo dos assinantes e o compromisso de entrega, conforme o pacote assinado.  A plataforma disponibiliza a conta para a divulgação do conteúdo, assim como rankings, separação por tipos musicais, dentre outras possibilidades.

Desta forma, o artista ganha o incentivo para a produção, assim como a capacidade para produzir de fato.

O ouvinte tem a possibilidade de conhecer novas bandas, conhecer futuras estrelas e até mesmo participar ativamente do trajeto deles.

E a empresa, obviamente, tira parte do valor da contribuição para se manter.


gamification no comércio - ACHIEVMENT UNLOCKED PSN

Vamos continuar nossa jornada? Assine nosso NEWSLETTER ///

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *